quarta-feira, 27 de junho de 2012

Um conto de amor...By:Mari & Um Amor para recordar Filme Completo


                   Um conto de amor...






Com tanto a dizer, fugiram-lhe as palavras.
Quando atendeu o telefone, não imaginava que o seu dia iria mudar tão drasticamente.
Ao ouvir o "alô", reconheceu imediatamente a voz que vinha do outro lado da linha.
Neste momento, faltou-lhe o chão, faltou-lhe o ar, sentiu-se suspensa por um fio tênue de emoção, que há muito não experimentava...
Um segundo pareceu a eternidade...ela não poderia imaginar o quanto ainda podia se abalar ao ouvir sua voz.
E pareceu então que tinha sido ontem a última vez que haviam se falado...e não há quatro longo anos.
Engraçado como de repente o tempo simplesmente parece não existir...
E tudo volta com a mesma intensidade de antes...e mais!
A emoção dá vazão ao sentimento até então reprimido...e ela se entrega sem nenhuma resistência.
Ao longo da conversa foram percebendo que foi exatamente aquilo que calaram que os afastou, que os tornou seres errantes sem rumo e sem direção.
Aos poucos ela percebeu que tudo aquilo em que acreditava esvaiu-se como fumaça...tudo aquilo que era até então...não era mais. 
Todas as certezas e incertezas caíram por terra...e tudo que ela havia planejado um dia lhe dizer, virou nada e já nem sabia mais o que era.
A única coisa que conseguiu perceber enquanto falavam, é que o seu amor em nada mudou, continua ali forte, viçoso, iluminado...ardente!
Nas confidências que trocaram foram percebendo que tudo o que se passou com ela...se passou também com ele...as dores da alma, as tristezas...a saudade.
Em todo este tempo que se passou, não existiu um só dia em que não pensaram um no outro, não houve uma só noite em que não procuraram um ao outro...
Seguiram por estradas diferentes, porém, o sentimento ainda caminha lado a lado.
Existem coisas que não podem compreender agora...mas que certamente um dia entenderão.
O que fica é a certeza de que onde quer que um deles esteja...o outro também estará!


By:Mari


                Um Amor para recordar Filme Completo


terça-feira, 26 de junho de 2012

DESEJO DE TUDO... UM POUCO !



DESEJO DE TUDO...
UM POUCO !

Por Leliane Alencar  

Sensibilidade ...
Para não ficar indiferente
diante das belezas
da vida ...
Coragem ...
Para colocar a timidez de lado
e poder realizar o que tem vontade.
Solidariedade ...
Para não ficar neutro
diante do sofrimento da humanidade.
Bondade ...
Para não desviar os olhos
de quem te pede ajuda.
Tranquilidade ...


Para quando chegar ao fim do dia,
poder deitar e dormir o sono dos anjos.
Alegria ...
Para você distribuí-la,
colocando um sorriso no rosto de alguém.
Humildade ...
Para você reconhecer
aquilo que você não é.
Sinceridade ...


Para você ser verdadeiro,
gostar de si mesmo,
e viver melhor.
Felicidade ...


Para você descobri-la dentro de você
e doá-la a quem precisar.
Amizade ...
Para você descobrir que,
quem tem um amigo,
tem um tesouro.
Esperança ...
Para fazer você acreditar na vida
e se sentir uma eterna criança.
Sabedoria ...
Para entender que só o bem existe,
o resto é ilusão.
Desejos ...
Para alimentar o seu corpo,
dando prazer ao seu espírito.
Sonhos ...
Para poder, todos os dias,
alimentar sua alma.
Amor ...


Para você ter alguém para amar
e sentir-se amado.
Para você desejar tocar uma estrela,
sorrir para a lua.
Sentir que a vida é bela,
andando pela rua.
Para você descobrir que
existe um sol dentro de você.
Para você se sentir feliz
a cada amanhecer


e saber que o amor
é a razão maior para viver.
Mas, se você não tiver um amor,
que nunca deixe morrer em você,
a procura.
O desejo de o encontrar.
Tenha de tudo, um pouco...
E SEJA FELIZ!





http://lelianealencar.blogspot.com.br/search/label/MENSAGENS





                   Um Amor Para Toda Vida - Filme Completo



segunda-feira, 25 de junho de 2012

Um Sol diferente - Fonte: Mensagens e Poemas & Maria Bethânia - Olhos nos Olhos




Um Sol diferente


Neste dia eu lhe desejo um sol diferente.
Que apesar de todas as dificuldades,
apesar de algumas tristezas que insistem,
que mesmo com essa montanha erguida,
o sol possa ser seu presente mais doce.
Desejo ao seu coração o querer que ele quer.
Que nas palavras que ele sussurra dentro do seu peito,
sejam ouvidas aquelas que têm sabor de liberdade.
Que você esteja atendo para o sopro da sua vontade real,
e jamais desista dos seus passos em direção à verdade.
Desejo que sua percepção acorde mais plena
no calor de um sol novo e renovador.
Que ele lhe encoraje às atitudes
que estão querendo respirar.
Aquelas que sempre são substituídas,
Aquelas que não se arrojam
por ter os pesos de conceitos por demais antigos.
Desejo que você aceite seu tempo, seja ele qual for.
Que sinta serenidade na espera necessária
para que a semente plantada brote no tempo certo.
Desejo então que sua flor seja inteira,
e mesmo que inicialmente pequena e frágil,
ela lhe traga as luzes de uma estrada azul.
Que sua sabedoria esteja desperta aguardando com
tranqüilidade o desabrochar da sua flor.
Em paz, em cadência ritmada
com o aprendizado que vem chegando.
Em mais suaves permissões a você.
Em muito mais reconhecimento da sua coragem.Desejo a você um sol diferente.
Espalhando seu sorriso pela densidade das nuvens,
simplificando o aspecto complicado de alguns momentos
e mostrando-lhe a fonte essencial para sua sede.
Desejo que a cada instante você desnude mais seu coração
e deixe que nele vibre em tom maior: O AMOR .
O amor na sua expressão mais simples.
Que não mede, não faz contas
e que tem o poder de lhe erguer
acima de todas as montanhas escuras.

Fonte: Mensagens e Poemas

                      Maria Bethânia - Olhos nos Olhos



sexta-feira, 22 de junho de 2012

SONHOS E ESPERANÇAS - Pena de prata & Maria Bethania - Negue


                              SONHOS E ESPERANÇAS



Eu tenho tantos sonhos
Que por vezes meus pés
Parecem saltar em direção a eles…
Penso em momentos risonhos
E os vejo como nuvens em tons pastéis
E então minha emoção é deles

E neles,
Inspiro-me e me motivo
Á toda a vida a ser vivida
E guerreada em batalhas sequenciais
Em momentos densos e substanciais,
Na repulsa e na acolhida
Eu continuo florida
Porque por sonhos tenho vivido
E não tenho me escondido
Em caixinhas de pandora

Em mim,
A aurora desponta a cada manhã
E renovada cumprimento ao Sol,
Símbolo mor de Deus!
Agradecendo aos sonhos meus
Vem saindo quentinho da fábrica do coração
Mais um anseio,
Quebrantando as paredes da razão
Eu vivo e me exprimo,
Mas antes suspiro
E não me esqueço de sonhar!




Maria Bethania - Negue

quarta-feira, 20 de junho de 2012

LIBERDADE. - (Moacir Novaes). & Jon Secada - Angel Tradução



                                       LIBERDADE.









Existe uma história, de simplicidade
linda, que eu gostaria de contar.

Um lenda, um acalanto .......
Não sei se é verdade...
e não me importo com isso.
Não precisa ser.....
Foi há muito tempo atrás... depois
do mundo ser criado e da vida completá-lo.
Num dia, numa tarde de céu azul e calor
ameno... um encontro entre Deus e um
de seus incontáveis anjos.
Acredita?

Deus estava sentado, calado.
Sob a sombra de um pé de jabuticaba.
Lentamente sem pecado, Deus erguia suas
mãos então colhia uma ou outra fruta.
Saboreava sua criação negra e adocicada.
Fechava os olhos e pensava.
Permitia-se um sorriso piedoso.
Mantinha seu olhar complacente.

Foi então que, das nuvens,
um de seus muitos arcanjos desceu
e veio em sua direção.
Já ouviu a voz de um anjo?
É como o canto de mil baleias.
É como o pranto de todas
as crianças do mundo.
É como o sussurro da brisa.
Ele tinha asas lindas... brancas, imaculadas.
Ajoelhou-se aos pés de Deus e falou:
- Senhor...visitei sua criação como pediu.

Fui a todos os cantos.
Estive no sul, no norte.
No leste e oeste.
Vi e fiz parte de todas as coisas.
Observei cada uma
de suas crianças humanas.
E por ter visto vim até o Senhor...
para tentar entender.
Por que? Por que cada uma das pessoas
sobre a terra tem apenas uma asa?
Nós anjos temos duas...podemos ir até
o amor que o Senhor representa sempre
que desejarmos. Podemos voar para
a liberdade sempre que quisermos.
Mas os humanos, com sua única asa,
não podem voar.

Não podem voar com apenas uma asa...
Deus, na brandura dos gestos, respondeu
pacientemente ao seu anjo:
- Sim...eu sei disso. Sei que fiz os humanos
com apenas uma asa...
Intrigado, com a consciência absoluta
de seu Senhor, o anjo queria entender
e perguntou:
- Mas por que o Senhor deu aos homens
apenas uma asa quando são necessárias
duas asas para poder voar...
para poder ser livre?
"Conhecedor que era de todas as respostas,
Deus não teve pressa para falar.
Comeu outra jabuticaba, obscura e suave.
Então, respondeu...

- Eles podem voar sim, meu anjo.
Dei aos humanos apenas uma asa para que eles
pudessem voar mais e melhor
do que Eu ou vocês, meus arcanjos...
Para voar, meu amigo, você precisa de suas
duas asas... Embora livre, sempre estará
sozinho. Talvez da mesma maneira que Eu...
Mas os humanos... os humanos, com sua
única asa, precisarão sempre dar as mãos
para alguém a fim de terem suas duas asas.
Cada um deles tem, na verdade, um par
de asas.... uma outra asa, em algum lugar do
mundo, que completa o par.

Assim eles aprenderão a respeitarem-se
pois ao quebrar a única asa de outra pessoa
podem estar acabando com as suas
próprias chances de voar.
Assim, meu anjo, eles aprenderão a amar
verdadeiramente outra pessoa...
aprenderão que, somente permitindo-se
amar, eles poderão voar.
Tocando a mão de outra pessoa, em um
abraço correto e afetuoso, eles poderão
encontrar a asa que lhes falta...
e poderão finalmente voar.

Somente através do amor irão chegar até
onde estou... assim como você, meu anjo.
E eles nunca....nunca estarão sozinhos
quando forem voar.
"Deus silenciou em seu sorriso e o anjo
compreendeu o que não precisava ser dito.
E, assim sendo, espero que um dia você
encontre a sua outra asa...
para, finalmente, poder voar.




(Moacir Novaes).


                            Jon Secada - Angel Tradução


terça-feira, 12 de junho de 2012

DORES DA ALMA (Paulo Roberto Gaefke) & Nunca te esqueci - Roberto Carlos

DORES DA ALMA
(Paulo Roberto Gaefke)

As dores da alma não deixam recados,
imprimem uma sentença que perdura pelos anos.
Um amor que acabou mal resolvido...
Um emprego que se perdeu inexplicavelmente...
Um casamento que mal começou e já terminou...
Uma amizade que acabou com traição...

Tudo vai deixando sinais, marcas profundas...
Precisamos trabalhar as dores da alma,
para que sirvam apenas de aprendizado,
extraindo delas a capacidade de nos fortalecermos...

Aprendendo que o melhor de nós, ainda está em nós mesmos...
Que amando-nos incondicionalmente descobrimos a auto-estima...
Que se deixarmos seguir o caminho da dor e da lamentação,
iremos buraco abaixo no caminho da depressão.



As dores da alma não saem no jornal e não viram capa de revista...
E só quem sente, pode avaliar o estrago que elas causam.
O que vale é a PREVENÇÃO...
Então...



Ame-se para amar e ser verdadeiramente amado.
Sorria para que o mundo seja mais gentil!!!
Dedique-se para que as falhas sejam pequenas...
Não se compare, você é único!



Repare nas pequenas coisas, mas cuidado com as grandes
que as vezes estão bem diante do nosso nariz
e não a enxergamos...



Sonhe, pois o sonho é o combustível da realização.
Tenha amigos e seja o melhor amigo de todos.
Sinta o seu cheiro e acredite em seu poder de sedução...
Estimule-se, contagie o mundo com o seu melhor...



Creia em DEUS!!!
Pois sem ELE não há razão em nada!!!!
E tenha sempre a absoluta certeza de que,
depois da forte tempestade o arco-íris vai surgir,
O Sol vai brilhar ainda mais forte.
Por isso, amigo(a) lindo(a)...
Curta bem o dia de hoje!!
O amanhã, com certeza...
Pertence a DEUS!!!
Meu carinho especial para
VOCÊ!!!
Amigos também dizem:
EU TE AMO!







                        Nunca te esqueci  -  Roberto Carlos

quinta-feira, 7 de junho de 2012

O aniversario do nosso Pastor - ESCOLHAS & DVD 30 ANOS VOZ DA VERDADE - ALÉM DO RIO AZUL

Bom dia amigos blogueiros,hoje, minha missão é uma homenagem ao Pastor de minha Igreja a quem respeito muito.
E, embora não tenha postado estes ultimos dias, não poderia de mandar estas palavras carinhosas a ele.


E dizer a todos que não estou conseguindo escrever por uma dor horrivel que tenho no braço.
Mas que todos sejam sempre bem vindos ao meu blog. bjs e espero logo estar de volta.
Luci






                                                ESCOLHAS


                                                              
                                                                  



Se eu pudesse escolher seria feliz por, 


pelo menos, oito horas por dia. 


Todos os dias.


Reservaria o tempo restante


para viver as pequenas agruras naturais.


Mas seriam leves.

Porque haveria a certeza de que a cada dia

eu teria a minha cota de felicidade.

Se eu pudesse escolher

reservaria algumas horas, todos os dias,

para fazer só o que pudesse

fazer os outros felizes.

Dedicação total.


Se eu pudesse escolher,

pararia qualquer coisa que estivesse fazendo

às cinco horas da tarde

e me sentaria para assistir ao pôr do sol.

Escolheria lugares especiais. 

Procuraria não me repetir muito.

O horário do pôr do sol seria algo assim, sagrado
O meu horário para observar a Deus.


Se eu pudesse escolher,

viveria entre o mar e as montanhas.

No meio do caminho.

Nem muito longe de um,

nem muito longe do outro.

Plantaria flores,

teria vasos na janela,

muitos livros na cabeceira da cama e à noite,

depois do trabalho - sim,

porque se eu pudesse escolher

trabalharia sempre, produziria sempre -

eu me sentaria para contemplar o céu,

as estrelas, a noite.


Se eu pudesse escolher, sorriria sempre.

Mas choraria também, às vezes,

para não esquecer o que a lágrima significa.

Viver só de sorrisos não é uma boa opção.

Se eu pudesse escolher,

faria uma declaração de amor todos os dias.

Só para sentir aquele sabor de ridículo

que nos enche alma e que é imprescindível à felicidade.

Se eu pudesse escolher,

plantaria sementes

e "perderia" horas vendo-as germinar

e lamentaria por aquelas que não conseguissem

se transformar em flor.


Se eu pudesse escolher,

viveria a vida de uma forma mais leve,

menos dolorosa, mais intensa, menos angustiante.

Nem sempre temos como opções

as escolhas que faríamos se pudéssemos escolher.

Mas há escolhas que nos são oferecidas sempre.

A de provocarmos sorrisos, de abraçarmos,

de dizermos que amamos para quem amamos

mesmo que eles não entendam o que é amor.

A possibilidade de transformarmos

dentro de nós o cenário e aprendermos que,

como não temos muitas escolhas,

precisamos viver quinze minutos de felicidade

com tanta intensidade que eles

possam ser transformados em horas,

dias, meses, no tempo que escolheríamos.

Se pudéssemos escolher.




                                                 

                         DVD 30 ANOS VOZ DA VERDADE - ALÉM DO RIO AZUL