quarta-feira, 30 de novembro de 2011

A Lenda do Halloween - por Catia & Corpse Bride - I'm Not That Girl


A Lenda do Halloween





A Lenda do Halloween, é muito popular nos Estados Unidos e Inglaterra, celebrada no dia 31 de outubro.
Dia das bruxas 


O Halloween acontece nas noites dos dias 31 de Outubro que são geralmente celebradas com festas a fantasia, fogueiras e com crianças fantasiadas de monstros, fantasmas, bruxas, etc., visitam as casas e recebem doces e dinheiro (brincadeira de "trick or treat", "travessuras ou doces").
Costumam furar aboboras em forma de face humana e dentro colocam velas acesas para dar a ideia de terror.
Os sacerdotes Druidas da Gra-Bretanha Antiga acreditaram que as bruxas, demonios e espritos de pessoas mortas ficavam pairando na vespera de 1 de novembro.
Para se proteger dos maus espiritos, os Druidas ofereciam a eles coisas para comer e se disfarcavam com mascaras, para que os espritos nao lhes fizessem mal. Levado para os Estados Unidos pelos colonizadores, o Halloween, hoje em dia, eh uma das festas mais populares em muitos paises, inclusive aqui no Brasil.


A igreja catolica designou o dia 1 de novembro para honrar todos os santos (All Saints or All Hallows). A noite anterior ao Dia de Todos os Santos (All Saints Day) era chamada Noite de Todos os Santos (All Hallows Even). Esta expressao (All Hallows Even) foi abreviada para Halloween.
Na Vespera do Dia de Todos os Santos. 

Alguns significados simbólicosabóbora:


 simboliza a fertilidade e a sabedoria

vela: indica os caminhos para os espíritos do outro plano astral.


caldeirão: fazia parte da cultura - como mandaria a tradição. Dentro dele, os convidados devem atirar moedas e mensagens escritas com pedidos dirigidos aos espíritos.


vassoura: simboliza o poder feminino que pode efetuar a limpeza da eletricidade negativa. Equivocadamente, pensa-se que ela servia para transporte das bruxas.


moedas: devem ser recolhidas no final da festa para serem doadas aos necessitados.



aranha - simboliza o destino e o fio que tecem suas teias, o meio, o suporte para seguir em frente.


morcego - simbolizam a clarividência, pois que vêem além das formas e das aparências, sem necessidades da visão ocular. Captam os campos magnéticos pela força da própria energia e sensibilidade.

sapo - está ligado à simbologia do poder da sabedoria feminina, símbolo lunar e atributo dos mortos e de magia feminina.


gato preto - símbolo da capacidade de meditação e recolhimento espiritual, autoconfiança, independência e liberdade. Plena harmonia com o Unirverso



Cores:

Laranja - cor da vitalidade e da energia que gera força. Os druidas acreditavam que nesta noite, passagem para o Ano Novo, espíritos de outros planos se aproximavam dos vivos para vampirizar a energia vital encontrada na cor laranja.

Preto - cor sacerdotal das vestes de muitos magos, bruxas, feiticeiras e sacerdotes em geral. Cor do mestre.

Roxo - cor da magia ritualística.


lendasdobrasil.blogspot.com




 


segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Momentos Mágicos & Entra na minha casa - Regis Danese


                                Momentos Mágicos



A história é narrada por Ed Landry, recordando cenas dos seus quatorze anos de idade. 


Na época seu pai trabalhava das oito da noite às quatro da manhã. E foi no período de férias do garoto que tudo aconteceu. 

Ele se oferecera para preparar o café da manhã para o pai, depois do trabalho. 

O pai acabava seu turno e em plena madrugada telefonava para casa. O garoto pulava da cama. As irmãs e a mãe se mexiam na cama e dormiam. Sabiam que não era para elas a ligação. 

Quando ele atendia, ouvia a voz animada do pai dizendo que concluíra seu trabalho e em vinte minutos estaria em casa. 

O café estará pronto, respondia o menino. 


O prato predileto do pai àquela hora da manhã era ovos com bacon. 

A velha frigideira de ferro saía rápido do armário e ficava à espera. O garoto preparava o café, as torradas e ficava olhando a rua pela tela da varanda dos fundos. 

Ele podia ver quatro quarteirões de distância. 

O dia desejava raiar mas as estrelas ainda brilhavam. 

Quando o pai atingia o poste de iluminação, ele colocava o bacon na frigideira. Era o momento ideal. Quando o pai lançava seu sonoro "bom dia", entrando pela cozinha, o bacon estava no ponto. 

Enquanto ele lavava o rosto e as mãos, os ovos eram preparados. O pai se sentava à mesa e dizia: é formidável você preparar meu café da manhã. Eu me sinto realmente agradecido. 

Não é trabalho nenhum, falava Eddy. O difícil é só levantar. Depois tudo é fácil. 

Enquanto comia, o pai contava como fora seu trabalho. 

Mecânico de locomotivas, ele tinha um carinho especial por cada uma delas. 
Estranhamente para o filho, o pai, que deveria demonstrar cansaço após exaustivas horas de trabalho, contava suas histórias com entusiasmo. 

Quando um bocejo denunciava que o sono chamava o menino de volta para os seus sonhos inacabados, o pai falava: Eddy, está ficando tarde. Você deve voltar para a cama para não ficar cansado amanhã, quer dizer, hoje, daqui a pouco. Eu vou ler o jornal e relaxar um pouco. 

Agradecia o café e se olhavam profundamente nos olhos. Eddy recorda que aquelas madrugadas eram os momentos mágicos que eles passavam juntos, de uma forma muito especial. Uma troca de carinho muito significativa entre um pai que deveria estar cansado e um filho adolescente com as pálpebras a pesar de sono. 





A vida nos surpreende todos os dias com momentos especiais. Momentos que, em verdade, não se repetem. 


Quem poderá esquecer o abraço espontâneo do pequerrucho que pula no pescoço, se pendura e fala: eu te amo? 

Quem não se recordará por todos os anos da sua vida do beijo melado, cheio de chocolate, da pequenina sorridente? 

Quando a velhice nos alcançar, com certeza ainda teremos na acústica da alma os primeiros sons das primeiras canções infantis dos nossos pequenos. 

Cada momento vivido com os filhos, com a família, é de extraordinária riqueza. 



Ao longo da nossa vida, quando a solidão nos abraçar, teremos as lembranças doces e ternas para nos fazerem companhia.

Fonte: Revista Seleções do Reader Digest, jan/2000, Bom dia, papai!



http://www.fadadasrosas.com.br/






                                                    Entra na minha casa - Regis Danese

NOS BRAÇOS DE UM ANJO - *Simone butterfly & Poema recitado : Sentimientos de mujer (Voz : Beto de Argentina)


NOS BRAÇOS DE UM ANJO


Fechei meus olhos por um momento... 
Vi o mundo de uma montanha mais alta
Senti borboletas ao meu redor, uma centena de vezes
Naveguei ventos de emoções!
Sonhei que estava voando até o infinito
Chegando lá encontrei um anjo de asas abertas
Provei do amor da mais pura fonte
Seus lábios saiam faísca...Seus olhos brilhavam como um raio de sol
Sussurrou ao meu ouvido uma canção suave e bela!
Então afundo no sono de Percéfone...
E, por fim me encontro em seus braços
Nos braços de um “Anjo”

*Simone butterfly

     


sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Portos da vida - Marly Caldas & I'll be there for you - Bon Jovi ( Tradução)



Num pequeno barco viajei
Por tantos mares naveguei
Eram mares da vida
Todos eles atravessei
Mares calmos
Mares agitados
Mares estranhos
Mares claros
Em muitos portos ancorei
No porto da Felicidade
Foi onde mais tempo fiquei

No porto Tristeza
Quase não me demorei
No porto da Alegria
Por muito tempo atraquei
No porto da Saudade
Quantas lágrimas chorei
Por tantos portos passei
E por tantos mares navegando
O tempo foi passando
E eu me cansei
 Quando meu último porto procurei
Foi o da Solidão que encontrei
E fiquei...

                                            I'll be there for you - Bon Jovi ( Tradução)


Bolhas de Sabão Marly Caldas & Oswaldo Montenegro - Metade


Bolhas de Sabão

Marly Caldas

Sopro no ar bolhas de sabão
que se transformam em sonhos
Sonhos de todas as cores
de todos os amores

que um dia se desmancharam no chão
Mas mesmo assim valeu a pena sonhar
Nem todos se foram
Muitos se realizaram
Pois nessa vida ingrata
O melhor a fazer é sonhar
Todo sonho é uma viagem
que não sabemos se vamos chegar

ou se vamos voltar
Tu és o meu sonho
que em verdade se transformou
A viagem em que sozinha fui
e contigo voltei!
A bolha de sabão que não se desmanchou
que continua a bailar no ar
Enchendo de felicidade a vida
Que me ensinou a sonhar
                                 E também a acreditar!


                                                     http://www.caldasmarly2005.kit.net


                           Oswaldo Montenegro - Metade


Você Conheçe Essa Mulher???Marly Caldas & Saudade - Miguel Falabela


Você Conheçe Essa Mulher???



Quanta vezes você ouve essa frase:"Eu conheço essa mulher como a palma da minha mão!"
Se você soubesse como é difícil conhecer de verdade uma mulher!

Se nós mesmas não nos conhecemos e nos surpreendemos com atos e reações que nunca imaginaríamos realizar!
A maioria dos homens  ,muitas vezes conhece tão bem o corpo de uma mulher! Mas conhecer o coração de uma mulher é impossível! Se bem que eles nem fazem força para isso! Nós , que os levamos, com muito sacrifício, muitas vezes a chegar pertinho! E só! E com que facilidade e rapidez se afastam!
Não entendem ou não querem entender! Ou será que têm medo? 

Por isso moço, não se preocupe tanto em conhecer todos os mistérios do corpo de uma mulher.
Se ela o ama , ela mesma vai lhe mostrar esses caminhos.
Se preocupe mais com o coração da mulher, pois é ali que está o grande segredo.
E se um dia você conhecer o que guarda esse coração, você será com certeza o mais feliz dos mortais!

Marly Caldas

                                 Saudade -  Miguel Falabela


quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Um Anjo em Julgamento - Sergio Apollinário & Gheorghe Zamfir - A Whiter Shade Of Pale


Um Anjo em Julgamento - Sergio Apollinário

Não ouses julgar-me, pois não sabes quem sou.

Na seqüência dos meus instantes, eu mesmo descubro-me novo. Sempre perplexo com as descobertas que faço sobre mim, busco apenas melhor me entender, ciente de que é impossível saber totalmente quem sou. Louvo aos céus que assim seja. Não suportaria saber-me previsível diante de cada experiência. Como, portanto, ousas julgar-me? Tu, que também não sabes quem és? Como? Cuida, sim, da tua sagrada vida, pois o tempo é curto para viver o que necessitas. Faze dela o que melhor entenderes. Da minha vida e dos meus atos compete somente a mim saber o que deles fazer.



Nasci com uma enorme vontade de aprender muitas coisas. Em torno dessa vontade dediquei toda a minha vida. Nunca me interessaram títulos e deles até acho graça. Sei que são apenas formalidades de se dar nome às coisas 
que fazemos. Não somos títulos inventados por nós mesmos. Deus sabe que não. Importou-me, sim, dar vazão a essa vontade imperiosa de viver intensamente cada oportunidade que a vida me ofereceu em aprender o que desejava. 
Titulos são rótulos que aprisionam e eu escolhi ser livre. Como um andarilho, vou deliciando-me em novos aprendizados. Sou filho do amor. 
Fui gerado numa lua de mel. Nasci exatamente nove meses após o casamento dos meus pais, que muito se amaram e me ensinaram o amor. A eles sou muito grato. Deus os mantenha no céu.



Amo o amor. Amo amar. Importo-me com a evolução dos meus semelhantes, porém, não sou responsável por ela. Não sou mestre de evolução. Sou apenas um incentivador. Cada um é responsável pela sua evolução e dela tem que dar conta. As razões pelas quais me importo com a evolução dizem respeito a minha forma de servir à Deus. Caminho com os que estão nesta estrada. Os que escolheram o caminho do desamor não posso mantê-los em meu mundo. 
Terão que reencontrar sozinhos a estrada da evolução. Não trago, contudo, somente do que é belo. Também mostro o horror que dentro de nós habita, pois só pode haver cura daquilo que é descoberto. Nesse aspecto, não me refiro a ninguém especificamente. Busco comentários no intento de provocar reflexões. O principal alvo dessas reflexões são as minhas próprias limitações. Que outros também as façam. Será muito bom para si mesmo. Não acredito que possa melhorar ninguém. Não creio que pessoas tenham esse poder. Mas acredito que cada um possa se melhorar e se curar, pois em minha crença só existe a autocura.



Importo-me com a humanidade. Todos nós somos habitantes da mesma casa, o nosso planeta. A desarmonia causada pelas idiossincrasias de uns afetam a todos. Logo, temos o direito de lutar por mundo melhor e afastar as pedras do caminho, sejam elas situações, sejam criaturas ainda inconscientes da finalidade da sua existência e na falta de objetivos decidem ser entraves para os outros. Essas devem recomeçar seu percurso, sozinhas. Em minha proposta de evolução não sou megalômano. Sei que só nada conseguirei. 
Sou consciente, porém, de que há pessoas com a mesma proposta e até mais preparadas que eu. Meu convite é de união. Estamos na época do coletivo, em que o grupo tornou-se mais importante que o individualismo. Muitos unidos com consciência, amor e desapego do ego poderão, sim, causar grandes mudanças. 
Por isso, sempre estimulo a todos:
- Sigamos em frente!

Sergio Apollinário

http://www.fadadasrosas.com.br



                  Gheorghe Zamfir - A Whiter Shade Of Pale




Primavera - Gena Maria & Nana Mouskouri en George Zamfir - I Always Love You.



PRIMAVERA


Semeei
minhas flores, reguei minhas árvores
a espera da primavera!
Nasceram,
apesar da seca, lindas
como se me dissessem:
 "Obrigada amiga...

você me idealizou, me buscou, me preparou
e me esperou, cheguei....
Estou aqui
para colorir seu dia e acalmar sua dor
dentro de suas noites sinta meu perfume...!
Sou seu jardim,
suas flores, sua primavera de amor...
Obrigada,
preciso de você, preciso de pessoas assim!!!"


O amor
está sempre nos corações de quem ama as flores
A alegria
se aconchega, a tristeza se afasta...
O amor
pede passagem
E mais uma vez se instala em nosso coração...
Dando boas vindas a
Felicidade!



                                      Nana Mouskouri en George Zamfir - I Always Love You.